A Psicanálise é um método, não de correção, mas que possibilita a fala de si, para si e consigo mesmo. 

   Aqui a fala é história, memória, fantasia, desejo, medo, riso, choro, silêncio, repetição, sintoma, pode ser uma resposta duvidosa e também pode ser dúvida que gera resposta.    

     

   Falar aqui não é igual a falar aí ou lá, pois falar em análise gera escuta. Escuta que acolhe, não julga, não dita ou aconselha, mas investiga, questiona, recebe, devolve, desconstrói e possibilita o reconstruir  do sujeito/paciente sempre levando em conta seu tempo, sem regras técnicas, padrões ou verdade única. Afinal ja dizia Carlos Drummond de Andrade:  "Ninguém é igual a ninguém. Todo ser humano é um estranho ímpar". E é este ímpar que entra na análise com todas suas somas de vida.

                                                                                                                                                Raquel Baldo Vidigal

 


www.facebook/PsicanalistaRaquelBaldoVidigal